Linha de acessórios transforma a recém-lançada Sportster 1200 cc em uma radical cafe racer
 
 
Inspirada nas motos de corrida de rua das décadas de 1950 e 60, a Roadster 1200 já traz originalmente guidão curvado para baixo e pedaleiras centralizadas. A ciclística é a mais agressiva da família Sportster, da Harley-Davidson. Conta com suspensão dianteira invertida, freio com discos duplos e ABS de série. Para tirar a moto da inércia, o “trintão” motor Evolution de 1200cc, de dois cilindros em “V”, esbanja torque desde as baixas rotações. Se você é um fã do estilo retrô, mas acha a Roadster ainda muito comportada, a HD oferece um completo kit de acessórios para transformar a clássica Sportster 1200 em uma autêntica cafe racer.
 
A marca norte-americana resolveu incrementar seu ‘café’, com novos aromas e sabores, e colocar à disposição do harlista 14 itens para personalização da Roadster. Os itens vão de semiguidões, passando por espelhos retrovisores posicionados nas extremidades do guidão, tampas laterais, bateria e escapamento; pedaleiras recuadas, nova rabeta e suporte de placa, até filtro esportivo todo estiloso.
 
 

 
Os acessórios podem sem comprados individualmente, conforme o gosto e o bolso do motociclista. O investimento pode variar de R$ 160, valor do acabamento do medidor de nível de óleo, até cerca de R$ 6.000, preço de todo o conjunto da nova rabeta café custom. O catálogo completo de acessórios sai por R$ 25.250 (preço base São Paulo). Valor que representa pouco menos de 50% do valor de uma Roadster 1200 “0 km”.
 
As peças mais caras ficam por conta das pedaleiras recuadas e também de toda a parte traseira da Roadster, formada pela rabeta, banco e outras peças menores, no melhor do estilo “fast-back”; que custam cerca de R$ 6.000, cada conjunto.
 
Com a instalação dos acessórios, que não afetam em nada a parte ciclística, a Roadster 1200 fica com um visual mais nostálgico. Já a ergonomia muda radicalmente, proporcionando uma posição de pilotagem mais racing. O motociclista fica com o tronco lançado à frente, quase como se estivesse acelerando uma esportiva. Isso em função da adoção de semiguidões e pedaleiras bem recuadas, que são fixadas onde originalmente eram as da garupa.
 
Incentivar a personalização é uma fórmula muito utilizada pela marca, já que nenhuma Harley é igual à outra, exceto quando sai da fábrica. E aí, vai um café americano?
 
 
TEXTO: Aldo Tizzani / Agência INFOMOTO
FOTOS: Renato Durães / Agência INFOMOTO