Esses dias recebemos esta foto do consumidor Rafael Araujo, do LS2 FF358, capacete que, segundo ele, “infelizmente foi testado na prática e me salvou”. A gente torce para que nenhum motociclista sofra acidente, mas quando isso acaba acontecendo, ficamos satisfeitos por poder ajudar na sua segurança.
 
Um capacete como o FF358 possui uma camada espessa de resina termoplástica, que é essa camada mais externa do produto. Abaixo dela vem uma camada composta de poliestireno expandido (EPS) e depois vem a forração. Quando um capacete sofre um dano como o da foto, essas camadas atuam em conjunto para absorver e dissipar a energia do impacto. Como esses componentes acabam ficando comprometidos, então provavelmente já não terão o mesmo desempenho, caso aconteça uma segunda queda. Então, neste caso, é recomendável a substituição imediata do capacete.