Topo da linha Adventure da Triumph, bigtrail traz motor de 139 cv, suspensão semiativa, controle de tração, modos de pilotagem e assistente de partida em subidas por R$ 78.500
 
Em uma subida íngreme um carro quebrado no meio da pista obrigou-me a parar a Triumph Tiger Explorer 1200 XCa e seus mais de 260 kg. Para sair, engatei a primeira e soltei a embreagem lentamente. Normalmente, a moto iria descer um pouco e causar uma certa “tensão”. Mas não nessa versão topo de linha da bigtrail inglesa equipada com o sistema Hill Hold Control, tecnologia semelhante a utilizado nos SUVs de luxo, que não permite o veículo “voltar para trás”.
 
Robusta e capaz de enfrentar qualquer estrada, a Tiger Explorer 1200 XCa está recheada de controles eletrônicos para oferecer mais segurança e conforto. E tudo tem um preço. No caso dessa Explorer: R$ 78.500, R$ 6.400 a menos que sua principal concorrente, a R 1200 GS Adventure (R$ 84.900).
 

 
Comparando com a versão XCx, a nova Tiger Explorer XCa ainda traz mais dois novos modos de pilotagem (Sport e Rider, personalizável) e sistema de monitoramento da pressão de pneus. Para completar, para-brisa mais alto e com ajuste eletrônico – um item muito útil para quem vai encarar a estrada.
 
Mas os extras não param por aí. Bancos do piloto e da garupa com aquecimento, isso sem falar no suporte para malas laterais. Detalhe: ciclística e motorização são compartilhadas entre as versões XCx e XCa da Explorer 1200.
 
 
Sob o assento
 
A Explorer 1200 XCa foi idealizada para ser uma aventureira com características esportivas: motor de três cilindros e 139 cv de potência máxima, rodas raiadas calçadas com pneus de uso de misto. Suspensões com ajuste eletrônico (TSAS), controle de tração, piloto automático, acelerador eletrônico e sistema de freios ABS. Enfim, um belo pacote que une tecnologia, desempenho e segurança.
 
Como em qualquer bigtrail, o modelo Triumph oferece uma boa ergonomia. O piloto vai com os braços quase retos e pernas semiflexionadas, numa postura bem relaxada. O assento em dois níveis e de espuma de boa densidade é convite para passar horas sobre na estrada. Se estiver frio, basta acionar o aquecimento (do banco e manopla) e seguir viagem.
 
 

 
Quando o motor tetracilíndrico entra em ação é hora de configurar a moto antes de viajar. A Explorer XCa oferece cinco modos de pilotagem pré-determinados e mais um ‘customizável’ (Rider), que fica a critério das características de “tocada” de cada motociclista.
 
A configuração da parte eletrônica e os comandos nos punhos são bastante intuitivos: gestão geral dos sistemas, farol de neblina e manoplas aquecidas no punho esquerdo e piloto automático no punho direito. Todas as informações – em inglês – estão disponíveis na tela LCD, ao lado do mostrador analógico que marca as rotações do motor.
 
 
Na estrada
 
Com uma tocada de quem não precisa provar nada para ninguém, optei pelo modo “Road” para encarar a estrada. Os 139 cavalos estão disponíveis e os giros do motor de três cilindros sobem muito rápido, de certa forma, até esportivamente. Mas, ao mesmo tempo, é bastante controlável, pois há uma boa relação entre entrega de potência e torque, característica dos motores três cilindros.
 
Para um piloto mais agressivo, a Explorer 1200 XCa oferece outros mapas de condução como, por exemplo o novo modo Sport (esporte), com respostas ainda mais instantâneas ao acelerador. Optei pelo acerto mais tradicional da suspensão (piloto sem bagagem), que absorve bem as irregularidades do piso. A eficiência e precisão dos freios ficam por conta das pinças monobloco fixadas radialmente na dianteira, da grife Brembo, que “mordem” com vontade os discos duplos ventilados. Tudo aliado ao sistema antitravamento otimizados para curvas, que leva em consideração a inclinação da moto.
 

 
 
Alma Off-Road
 
Equipada com pedaleiras mais largas e resistentes – ideais para pilotar em pé – a XCa realmente tem vocação para encarar estradas de terra em terrenos inóspitos, seja aqui ou na Patagônia Argentina, por exemplo. A bigtrail traz de série itens como protetores de mãos, cárter e motor, que ajudam a preservar o conjunto em caso de queda.
 
Para controlar seu ímpeto de ir sempre além, a bigtrail da Triumph conta com o modo de pilotagem “Off-road”, específico para terrenos adversos com terra fofa, areia e pedras. O controle de tração permite derrapadas na terra e o ABS não atua na roda traseira.
 
Claro que em uma aventura mais “hard core”, pneus com cravos seriam os mais recomendados. Ofereceria melhor dirigibilidade e controle. Mas em resumo, a Explorer 1200 XCa oferece um completo pacote que integra conforto, segurança, desempenho e tecnologia de ponta para o piloto encarar qualquer tipo de desafio, seja no asfalto ou na terra. Em um passeio de final de semana ou numa longa aventura até o Alaska.
 
 
TEXTO: Aldo Tizzani / Agência INFOMOTO
FOTOS: Doni Castilho / Agência INFOMOTO